Chateado, Jair Ventura não consegue explicar eliminação e fala em reforços

Chapecoense foi surrada pelo ABC e acabou fora da Copa do Brasil

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 10 (AFI) - O técnico Jair Ventura perdeu seus dois jogos no comando da Chapecoense. O último causou a eliminação na Copa do Brasil. Restando apenas o Campeonato Brasileiro na temporada, o substituto de Mozart Santos revelou que o clube catarinense corre atrás de reforços.

"Temos uma diretoria muito presente, Mano (Dal Piva, vice-presidente de futebol), André (Martins, coordenador de futebol), Neto (superintendente de futebol). Todos os dias a gente conversa bastante. Internamente estamos falando sobre possíveis contratações", disse.

Jair Ventura se diz chateado com a queda. (Foto: Márcio Cunha / Chapecoense)
Jair Ventura se diz chateado com a queda. (Foto: Márcio Cunha / Chapecoense)

SEM JUSTIFICATIVA!
A Chapecoense entrou em campo com a vantagem de ter vencido na ida por 3 a 1, mas apanhou de 3 a 0 do ABC em Natal e foi eliminada na terceira fase da Copa do Brasil, além de ter perdido R$ 2,7 milhões de bônus.

"A gente não tem que justificar. Não tem como justificar a eliminação. Todos os torcedores estão chateados, assim como todos nós ficamos. Agora é hora de reverter. (...) Agora é pensar no próximo desafio. Estamos chateados, mas somos os responsáveis por dar a volta por cima e é o que vamos fazer", analisou Jair Ventura, que já havia sido eliminado na primeira fase da Copa do Brasil com o Sport.
_____________________________________________________________________________________________________

SELEÇÃO - Tite fala da sua prioridade

NA LANTERNA!
No Brasileirão, a Chapecoense, atual campeã da Série B, amarga última colocação. Foram duas derrotas em dois jogos, sendo a última para o Palmeiras, por 3 a 1, e sob o comando de Jair Ventura.

"Representa uma região e representa o mundo. A Chapecoense é muito grande, representa muita coisa. Falei do meu desejo, imagina quantos outros profissionais tem o desejo de trabalhar aqui. É momento de trabalhar bastante. Não adianta vir dar desculpa ao torcedor, que está extremamente magoado, assim como nós com essa eliminação", completou o ex-comandante de Botafogo, Santos, Corinthians e Sport.

Atrás da reabilitação, a Chapecoense receberá o Ceará no domingo, às 20h30, na Arena Condá, em Chapecó, pela terceira rodada do Brasileirão.