Uefa determina que Ucrânia mude camisa da Eurocopa por causa de tom político

Vestimenta dos ucranianos tem uma provocação política à Rússia com a frase "Glória aos heróis"

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 10 (AFI) - Para evitar que os ânimos fiquem ainda mais acirrados, a Uefa determinou que a Ucrânia mude seu uniforme para a Eurocopa. A vestimenta dos ucranianos tem uma provocação política à Rússia com a frase "Glória aos heróis".

"Após uma análise mais profunda, o slogan presente na gola da camisa ucraniana é claramente de natureza política" e, portanto, deve ser retirado (...) em vista das partidas de competição da Uefa", informou a entidade máxima da Europa.

A frase - "Glória aos heróis" é associada ao movimento ucraniano partidário aos nazistas durante a Segunda Guerra e foi proibida na União Soviética. Porém, voltou a ser utilizada durante a independência da Ucrânia, em 1991, e também durante os protestos que culminaram na queda de Yanukovich e na crise envolvendo a Crimeia.

Polêmica antes da Euro. (Foto: Divulgação)
Polêmica antes da Euro. (Foto: Divulgação)

APROVADO!
"Sejam heróis esportivos e terão a glória, é assim e não com slogans nacionalistas que honrarão a pátria. O esporte não é um campo de batalha, e sim de competição, não é uma arena política", reagiu no Telegram Maria Zakharova, porta-voz do ministério das Relações Exteriores da Rússia, que elogiou o pedido da Uefa.

O uniforme, porém, seguirá com Crimeia no desenho, península anexada pelos russos em 2014. A ocupação da região ocorreu após os protestos que derrubaram Viktor Yanukovich, apoiado por Vladimir Putin, do governo ucraniano, em 2013. O presidente russo enviou tropas ao local sob o pretexto de proteger a população da região, tomada por disputas entre apoiadores da Rússia com cidadãos pró-Ucrânia. Em março do ano seguinte, um referendo realizado pelo parlamento da Crimeia aprovou a anexação da península ao território russo.

REJEITADO!
A Uefa também rejeitou o protesto russo pela frase "Glória à Ucrânia", aprovada pela entidade desde 2018 e que "pode ser considerada como uma frase genérica e apolítica". Mas o problema vem da combinação com o slogan "Glória aos heróis", adicionado mais recentemente à parte interna da camisa e que não havia sido levado em consideração quando a entidade validou o uniforme ucraniano em dezembro de 2020, reconheceu a a Uefa.

As frases "Glória à Ucrânia" e "Glória aos heróis", que começaram como um canto patriótico, se transformaram em um grito de adesão durante a revolta popular pró-Ocidente da praça Maidan, em 2014, que derrubou o presidente apoiado pelo Kremlin, Viktor Yanukovich. Moscou associa as frases a grupos nacionalistas da Segunda Guerra Mundial que lutaram contra os soviéticos e apresentou uma reclamação à Uefa.

"Esta combinação específica de dois slogans é considerada claramente de natureza política, com um significado histórico e militarista", afirmou a Uefa, que pediu a retirada da menção "Glória aos heróis". A Ucrânia está no Grupo C da Eurocopa, ao lado de Hoalnda, Macedônia do Norte e Áustria. A Rússia está no Grupo B, com Bélgica, Finlândia e Dinamarca. Ucrânia e Rússia não podem se enfrentar antes das quartas de final.

A Ucrânia está no Grupo C da Eurocopa, ao lado de Hoalnda, Macedônia do Norte e Áustria. A Rússia está no Grupo B, com Bélgica, Finlândia e Dinamarca.